Dow Jones 0,061% 22.660 pts
S&P 500 -0,261% 2.545 pts
Nasdaq -1,120% 7.713 pts
Ibovespa -0,284% 85.135 pts
Dólar R$ 3,315
Euro R$ 4,040
Veja Mais

Warren Buffett se arrepende de não ter investido em gigante americana; saiba qual

Warren Buffett se arrepende de não ter investido em gigante americana; saiba qual
(Shutterstock)

O Oráculo de Omaha é famoso por fazer ótimos investimentos, mas se arrependeu de não ter aplicado seu dinheiro nesta companhia

SÃO PAULO – Warren Buffett se arrepende de não ter investido no Google (GOOGL.OQ). O CEO (Chief Executive Officer) da Berkshire Hathaway (BRK.A.N) declarou a seus investidores que ele decidiu não fazer esse investimento mesmo entendendo as perspectivas de crescimento da companhia.

Você quer participar de webinar com expert em investimentos internacionais gratuito? Clique aqui e inscreva-se!

Em uma entrevista à CNBC na última segunda (8), o megainvestidor explicou porque a empresa é um bom investimento. O serviço de anúncios na pesquisa do Google é um natural monopólio, o que significa que os custos para construir uma campanha com participação de mercado são tão grandes que afastam quaisquer competidores sérios. De acordo com estudos do mercado, o Google deve responder por 78% das receitas com anúncios em pesquisas nos EUA em 2017.

“Imagine ter algo que toda vez que alguém clica uma caixa registradora toca em algum lugar na Califórnia. Então, (o Google) é e continua um negócio extraordinário e com alguns aspectos de um natural monopólio. É muito fácil para mim quando entro em um computador”, comenta o Oráculo de Omaha.

“Eu trabalhei com o Google no passado (…) estava procurando informações para o relatório anual. Costumava contatar agências federais ou buscar na biblioteca pública e, agora, eu consigo a informação em dez segundos. Então é uma ferramenta imensamente valiosa, pela qual outras pessoas pagam e o usuário do computador não. A resposta é que nos perdemos (o investimento”.

E Buffett estava falando apenas da pesquisa, que é um entre vários serviços do grupo, que incluem o YouTube e o Android, vale lembrar. O Google já foi investigado por autoridades antitruste na Europa, mas, até o momento, não foi condenado nem passou por qualquer problema sério neste sentido.

Dê a sua opinião!

0 0
Foto de perfil de Leonardo Uller
Escrito por
Jornalista econômico vencedor do prêmio Especialistas da revista Negócios da Comunicação no setor Financeiro em 2015. É o editor responsável pelo FinNews. E-mail: leonardo.uller@finnews.com.br

Deixe uma Resposta

Seu e-mail não será publicado.Campos obrigatórios marcados *

Você também pode utilizar estas HTML tags e atributos <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Senha perdida

Please enter your username or email address. You will receive a link to create a new password via email.