Dow Jones 0,061% 22.660 pts
S&P 500 -0,261% 2.545 pts
Nasdaq -0,558% 7.379 pts
Ibovespa -0,284% 85.135 pts
Dólar R$ 3,315
Euro R$ 4,040
Veja Mais

United arrasta médico fora de voo e pode perder US$ 500 mi em valor de mercado

United arrasta médico fora de voo e pode perder US$ 500 mi em valor de mercado
(Shutterstock)

Para a companhia aérea, o escândalo pode acabar saindo caro demais por conta de sua incapacidade de responder a questão

SÃO PAULO – As ações da companhia aérea United Continental (UAL.N) despencam significativamente no pré-mercado nesta terça-feira (11) logo após um passageiro ser retirado contra sua vontade em um de seus voos por conta de uma situação de overbooking.

Quer aprender a investir no exterior? Confira estes dois módulos grátis e faça seus investimentos

O passageiro foi retirado arrastado de um voo entre as cidades americanas de Chicago e Louisville no domingo (9) e a situação foi filmada em um vídeo que viralizou e chocou internautas no mundo inteiro. A companhia aérea confirmou o incidente e, a princípio, soltou apenas um comunicado institucional, sendo que, depois, seu CEO (Chief Executive Officer) se pronunciou sobre o caso. Em um e-mail para seus funcionários, o executivo Oscar Munoz ainda criticou a atitude do passageiro, o que aumentou mais ainda a revolta com o caso.

Entenda o que aconteceu
Os passageiros entraram no voo, mas, depois de tomarem seus assentos, foram informados de que quatro pessoas precisariam sair para dar espaço a quatro funcionários da própria companhia. Após ninguém se oferecer para sair do avião, a empresa ofereceu US$ 800 para quem saísse, mas, mesmo assim, ninguém quis e, assim, a decisão da empresa foi por escolher aleatoriamente quem sairia da aeronave.

O passageiro arrastado por funcionários da empresa é um médico que precisaria estar na cidade no dia seguinte pela manhã para atender seus pacientes, reporta a mídia americana.

Mercado
Pela manhã, no horário de Nova York, os papéis da companhia aérea caíam 2,4% no pré-mercado. Se a empresa começar o dia com essa queda, isso significa um corte de US$ 500 milhões em seu valor de mercado.

Na segunda-feira (10) o mercado pareceu não se importar com o caso, mas com o aumento de sua repercussão, a situação parece muito mais crítica neste momento. Muitos investidores começam a pensar que a companhia pode ter sua reputação e seus negócios muito abalados por conta do incidente – a demora da empresa em responder satisfatoriamente ao público a seus investidores também parece ser um fator crucial neste momento.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Dê a sua opinião!

2 1
Foto de perfil de Leonardo Uller
Escrito por
Jornalista econômico vencedor do prêmio Especialistas da revista Negócios da Comunicação no setor Financeiro em 2015. É o editor responsável pelo FinNews. E-mail: leonardo.uller@finnews.com.br

Deixe uma Resposta

Seu e-mail não será publicado.Campos obrigatórios marcados *

Você também pode utilizar estas HTML tags e atributos <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Senha perdida

Please enter your username or email address. You will receive a link to create a new password via email.