Dow Jones 0,061% 22.660 pts
S&P 500 -0,261% 2.545 pts
Nasdaq 0,027% 7.424 pts
Ibovespa -0,284% 85.135 pts
Dólar R$ 3,315
Euro R$ 4,040
Veja Mais

Twitter pode sair do buraco e a “culpa” será de um de seus maiores inimigos

Twitter pode sair do buraco e a “culpa” será de um de seus maiores inimigos
(Shutterstock)

Líderes da rede social já entraram em confronto aberto com o presidente Trump em mais de uma ocasião

SÃO PAULO – Os executivos do Twitter (TWTR.N), assim como praticamente todo Vale do Silício, já se declararam contra o presidente Donald Trump e suas políticas em diversas oportunidades. No entanto, agora que a companhia passa por seu pior momento desde que lançou suas ações no mercado, talvez seja justamente o republicano que acabe sendo responsável por tirar a companhia do buraco.

Na recente divulgação de resultados da companhia, o CFO (Chief Financial Officer) Anthony Noto destacou que a forte presença do presidente na rede social é boa para os negócios. “O uso do Twitter pelo presidente divulga como a plataforma pode ser usada. Ele (o uso) mostra o poder do Twitter”, cravou. O político é conhecido por se comunicar pela rede de microblogs, antecipando decisões políticas na plataforma antes de qualquer anúncio formal.

É claro que o próprio executivo fez questão de ressaltar que é muito difícil que uma única personalidade traga um crescimento sustentável para a empresa. Mas, mesmo assim, analistas acreditam que o presidente está sendo responsável por aumentar o engajamento na rede social, aponta o site Barron’s Next.

O analista Richard Greeenfield aponta que cada vez mais o público adulto tem usado a rede social e estima-se que essa fatia da população chegará a representar 156 milhões dos usuários neste ano. “O fluxo de notícias incessante da administração Trump no Twitter e suas reações globais estão forçando os usuários a ficarem cada vez mais engajados na plataforma”, pontua

“Trump está dando aos consumidores uma razão para aprender a usar o Twitter. A empresa está no final das contas ganhando uma segunda chance para atrair e reter usuários”, escreve ainda o analista, que elevou os papéis da rede social para o patamar de compra.

Vale lembrar que os últimos tempos não têm sido fáceis para a rede de microblogs. Entre os problemas que o Twitter tem enfrentado estão uma falta de crescimento em sua base de usuários ativos frente ao galopante crescimento do Facebook (FB.OQ) e tentativas frustradas de ser vendido para empresas maiores, incluindo a Disney (DIS.N). Tudo isso levou a companhia a vivenciar um verdadeiro êxodo entre seus diretores e suas ações perderem muito valor.

Dê a sua opinião!

3 3
Foto de perfil de Leonardo Uller
Escrito por
Jornalista econômico vencedor do prêmio Especialistas da revista Negócios da Comunicação no setor Financeiro em 2015. É o editor responsável pelo FinNews. E-mail: leonardo.uller@finnews.com.br

Deixe uma Resposta

Seu e-mail não será publicado.Campos obrigatórios marcados *

Você também pode utilizar estas HTML tags e atributos <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Senha perdida

Please enter your username or email address. You will receive a link to create a new password via email.