Dow Jones 0,061% 22.660 pts
S&P 500 -0,261% 2.545 pts
Nasdaq -1,120% 7.713 pts
Ibovespa -0,284% 85.135 pts
Dólar R$ 3,315
Euro R$ 4,040
Veja Mais

Trump discutiu com líderes da Austrália e do México, diz imprensa

Trump discutiu com líderes da Austrália e do México, diz imprensa
(Shutterstock)

De acordo com o Washington Post, o presidente dos EUA chegou a desligar o telefone na cara do primeiro-ministro australiano

SÃO PAULO – Donald Trump parece encontrar dificuldades em lidar com governos de outros países. Foram divulgados nesta semana conteúdos de ligações telefônicas recentes do líder americano com o primeiro-ministro da Austrália Malcolm Turnbull e o presidente mexicano Enrique Peña Nieto.

Na última sexta-feira (27), com o governante do país vizinho, o presidente americano manteve uma ligação telefônica que foi descrita por fontes da mídia mexicana como “ofensiva e humilhante”. Supostamente, Trump teria dito que “não precisa dos mexicanos, nem do México” e que “construiria o muro e vocês (o México) vão pagar por isso, queiram ou não”.

Dolia Estevez, jornalista responsável pelas revelações, ainda disse que o presidente mexicano criticou pesadamente o papel do México no combate ao narcotráfico, sugerindo que os EUA poderiam enviar tropas para o país para assumir a tarefa. Vale lembrar que o Peña Nieto cancelou, recentemente, uma visita à Washington após o anúncio de Trump do início da construção do polêmico muro. Oficialmente, os dois governos declararam que a conversa foi “amigável” e que os países pretendem trabalhar juntos.

Situação muito pior foi a relatada pelo Washington Post sobre a ligação entre o presidente americano e o líder australiano. O contato, que deveria ter durado uma hora, foi encerrado com 25 minutos após Trump desligar o telefone na cara do primeiro-ministro australiano. De acordo com o relato, o motivo da discórdia foi um tratado em que o governo australiano enviaria refugiados muçulmanos para os EUA que havia sido firmado pela administração Obama. “Este é o pior tratado da história”, supostamente declarou Trump, que ainda teria dito que, de todas as ligações com líderes estrangeiros, aquela teria sido a pior de todas.

O Washington Post ainda declarou que o presidente americano se comportou de maneira semelhante nas ligações com outros líderes mundiais, mas que esta foi particularmente ruim, principalmente quando se leva em conta que a Austrália é uma das principais aliadas dos EUA, compartilhando, inclusive, informações sensíveis de espionagem e que já apoiou o país em várias guerras, incluindo no Iraque e Afeganistão. O líder australiano afirmou que o conteúdo da ligação era particular e, assim, não poderia falar sobre isso publicamente. Trump já manteve contato por telefone com os líderes da França, Alemanha e Rússia, mas não se sabe se aconteceram turbulências nesses telefonemas também.

Dê a sua opinião!

3 0
Foto de perfil de Leonardo Uller
Escrito por
Jornalista econômico vencedor do prêmio Especialistas da revista Negócios da Comunicação no setor Financeiro em 2015. É o editor responsável pelo FinNews. E-mail: leonardo.uller@finnews.com.br

Deixe uma Resposta

Seu e-mail não será publicado.Campos obrigatórios marcados *

Você também pode utilizar estas HTML tags e atributos <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Senha perdida

Please enter your username or email address. You will receive a link to create a new password via email.