Dow Jones 0,061% 22.660 pts
S&P 500 -0,261% 2.545 pts
Nasdaq 0,126% 7.432 pts
Ibovespa -0,284% 85.135 pts
Dólar R$ 3,315
Euro R$ 4,040
Veja Mais

Prever resultado de eleições na França é “cara ou coroa”, declara especialista

Prever resultado de eleições na França é “cara ou coroa”, declara especialista
(Shutterstock)

Atualmente, cenário mais provável é de segundo turno entre candidata da extrema-direita e candidato centrista

SÃO PAULO – As eleições na França estão muito acirradas para se apostar em um vendedor, afirma o respeitado analista político Ian Bremmer. O site americano Business Insider comenta que, em uma pesquisa publicada no último domingo (19), o centrista Emmanuel Macron permanecia favorito para levar as eleições no segundo turno. No entanto, como as eleições americanas e o Brexit mostraram, o apoio a movimentos populistas foi subestimado e muitas pesquisas fracassaram em refletir os reais sentimentos dos eleitores.

“As pesquisas continuam a mostrar que a líder da Frente Nacional Marine Le Pen vai perder no segundo turno. Eu odeio dizer isso, mas eu penso – como Brexit – que estamos perto de um cara ou coroa”, declarou o presidente do grupo Eurasia. “Primeiramente, como com Trump e  o Brexit, pesquisas tradicionais têm um problema em identificar a intenção de votos de candidatos não tradicionais. Eleitores a favor de Le Pen têm mais chance de esconder suas intenções; isso leva os institutos a consistentemente dar menos peso a esses candidatos”.

Macron aparece nas pesquisas neste momento levemente atrás de Le Pen no primeiro turno, mas, já na segunda rodada, ele estaria muito à frente de sua rival, com 64% da intenção de votos. “A divisão não é mais entre esquerda e direita, mas entre patriotas e globalistas”, Le Pen disse durante o lançamento de sua campanha e Bremer concorda com ela. Para ele, o momento atual mostra uma forte divisão entre o nacionalismo e a tecnocracia liberal, com o primeiro levando vantagem.

Outro ponto é que os eleitores de Le Pen estão muito seguros de sua decisão, uma vez que ela está na política há décadas e sabem exatamente em quem estão votando. Já Macron é um novato e, em muitas oportunidades, é acusado de ser vago em relação a suas propostas políticas. O pesquisador aponta que, entre os eleitores de Le Pen, cerca de 80% têm certeza que votaram nela no pleito, já com Macron esse índice cai para 50%.

Adicionalmente, a visão dos franceses sobre globalização tende a ser mais favorável ao pensamento da líder da Frente Nacional, indica outra pesquisa. 33% dos franceses pensam que abrir seu país para companhias estrangeiras é uma ameaça e 67% pensam que seu país está em declínio. Adicionalmente, outra pesquisa mostra que 80% da população da França acredita que a situação do país precisa melhorar e que um político que “esteja pronto para mudar as regras do jogo” é necessário.

“Em uma tradicional eleição francesa, o segundo turno se provaria devastador para a Frente Nacional, com outros partidos se unindo para opor sua presidência, mas dados os candidatos e o eleitorado francês em mudança, esse é um call mais apertado”, disse Bremmer. O primeiro turno acontecerá no dia 23 de abril, enquanto a segunda rodada de votação ficará para 7 de maio.

Dê a sua opinião!

0 0
Foto de perfil de Leonardo Uller
Escrito por
Jornalista econômico vencedor do prêmio Especialistas da revista Negócios da Comunicação no setor Financeiro em 2015. É o editor responsável pelo FinNews. E-mail: leonardo.uller@finnews.com.br

Deixe uma Resposta

Seu e-mail não será publicado.Campos obrigatórios marcados *

Você também pode utilizar estas HTML tags e atributos <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Senha perdida

Please enter your username or email address. You will receive a link to create a new password via email.