Dow Jones 0,061% 22.660 pts
S&P 500 -0,261% 2.545 pts
Nasdaq -1,339% 7.529 pts
Ibovespa -0,284% 85.135 pts
Dólar R$ 3,315
Euro R$ 4,040
Veja Mais

Porque o JPMorgan é o melhor banco para investir neste momento

Porque o JPMorgan é o melhor banco para investir neste momento
(Shutterstock)

Para colunista, política da empresa em relação a seus executivos faz total diferença em sua execução

SÃO PAULO – O colunista do site Motley Fool John Maxfield cita o autor Nassim Taleb ao explicar qual é um dos principais problemas ao investir em companhias: em muitos casos, os interesses dos acionistas e os dos investidores não estão alinhados. Como os executivos têm salários e bônus que muitas vezes superam o valor das ações que detém da companhia, eles se beneficiam mais do upside dos riscos do que sofrem com eventuais decisões erradas. Isso tende a machucar mais os acionistas.

Os antigos romanos tinham uma maneira engenhosa de lidar com isso na hora de construir pontes, aponta Taleb. Eles exigiam que os engenheiros que construíam as pontes passassem um tempo embaixo dela após a construção. Muitas vezes, pediam para a família inteira do engenheiro ficar debaixo da ponte. Isso significa ser responsabilizado na prática por erros e se traduz facilmente na hora de investir. Para assegurar que os acionistas e os executivos estejam alinhados, é importante que quem lidera as empresas tenha uma quantidade significativa de seu salário em ações da empresa, enquanto se expõem negativamente no caso de problemas.

É por essa razão que Maxfield acredita que o JPMorgan (JPM.N) é um excelente investimento. A maior parte do patrimônio do CEO (Chief Executive Officer) Jamie Dimon está atrelado às ações da empresa. De acordo com a última declaração do banco, ele detém 6,7 milhões de papéis da empresa, avaliados em US$ 604 milhões, sem falar nas opções que também possui. Em nenhuma outra indústria do mercado vestir a camisa assim é tão importante quanto na bancária. Bancos são instituições muito alavancadas, o que eleva seus riscos. Isso significa que é importante que os movimentos sejam feitos de maneira inteligente e, para o colunista, quem melhor faz isso neste momento nos EUA é o JPMorgan.

Dimon não apenas acumula ações garantidas pelo banco. No ano passado, quando os papéis da instituição financeira caíram, ele tirou US$ 27 milhões de seu próprio bolso para comprar 500 mil papéis a mais. Assim, se você quer comprar ações de um banco que pensa nos seus interesses como acionistas, não há melhor opção que esta.

Dê a sua opinião!

5 0
Foto de perfil de Leonardo Uller
Escrito por
Jornalista econômico vencedor do prêmio Especialistas da revista Negócios da Comunicação no setor Financeiro em 2015. É o editor responsável pelo FinNews. E-mail: leonardo.uller@finnews.com.br

Deixe uma Resposta

Seu e-mail não será publicado.Campos obrigatórios marcados *

Você também pode utilizar estas HTML tags e atributos <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Senha perdida

Please enter your username or email address. You will receive a link to create a new password via email.