Dow Jones 0,061% 22.660 pts
S&P 500 -0,261% 2.545 pts
Nasdaq -0,127% 7.849 pts
Ibovespa -0,284% 85.135 pts
Dólar R$ 3,315
Euro R$ 4,040
Veja Mais

Nintendo lançará Super Mario Run para dispositivos Android em março

Nintendo lançará Super Mario Run para dispositivos Android em março
(Shutterstock)

Jogo foi bastante criticado por usuários de dispositivo da Apple e ações da empresa caíram com força

SÃO PAULO – A Nintendo (7974.T) anunciou que seu jogo para celulares Super Mario Run estará disponível para celulares que usam o sistema Android em março. A gigante japonesa lançou seu aplicativo primeiro com exclusividade para dispositivos da Apple e ele bateu o recorde de 40 milhões de downloads em quatro dias.

Com milhões de fãs pagando US$ 9,99 para liberar todas as fases, o Super Mario Run se tornou o jogo com mais receita em praticamente uma dúzia de países em seu primeiro fim de semana na App Store. No entanto, as ações da companhia caíram com força após o lançamento do aplicativo, que recebeu uma série de críticas negativas dos usuários. Muitas pessoas achavam que estavam baixando um jogo grátis e se depararam com a desagradável surpresa de poder jogar apenas os três primeiros níveis sem ter que pagar.

O encanador mais famoso do mundo segue entre os mais populares na loja virtual da Apple nos EUA, mas o interesse em desbloquear outros níveis despencou e o Super Mario Run não está nem entre os 25 jogos de celulares mais lucrativos no país.

Analistas de mercado ainda criticaram a demora da Nintendo para liberar o jogo para os usuários do Android, que conta com uma base de usuários muito maior que o iOS. A liberação nesse momento vai aumentar com força o mercado para o jogo, acreditam especialistas no assunto, principalmente quando se leva em conta que, com as pessoas já sabendo que ele é pago, as críticas negativas deverão ser muito menores.

O próximo jogo da Nintendo para celulares será lançado para usuários do Android e da Apple desde o primeiro momento. O Fire Emblem: Heroes sairá em fevereiro e contará com o modelo “freemium”, onde os usuários não pagam para baixar ou jogar, mas podem fazer compras para acessar mais funções. Jogos extremamente populares como o Clash of Clans e o Clash Royale conseguem render US$ 1 bilhão por ano neste modelo.

Dê a sua opinião!

2 1
Foto de perfil de Leonardo Uller
Escrito por
Jornalista econômico vencedor do prêmio Especialistas da revista Negócios da Comunicação no setor Financeiro em 2015. É o editor responsável pelo FinNews. E-mail: leonardo.uller@finnews.com.br

Deixe uma Resposta

Seu e-mail não será publicado.Campos obrigatórios marcados *

Você também pode utilizar estas HTML tags e atributos <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Senha perdida

Please enter your username or email address. You will receive a link to create a new password via email.