Dow Jones 0,061% 22.660 pts
S&P 500 -0,261% 2.545 pts
Nasdaq -0,558% 7.379 pts
Ibovespa -0,284% 85.135 pts
Dólar R$ 3,315
Euro R$ 4,040
Veja Mais

Nike conseguirá aumentar seus dividendos pelo 16º ano consecutivo em 2017?

Nike conseguirá aumentar seus dividendos pelo 16º ano consecutivo em 2017?
(Shutterstock)

Empresa produtora de artigos esportivos nunca foi uma pagadora de proventos generosa, mas tem garantido aumentos sequenciais

SÃO PAULO – Nos EUA, é tradição as grandes companhias se esforçarem para elevar seu pagamento de dividendos como forma de remunerar seus acionistas. Assim, não é surpresa ver a Nike (NKE.N) aumentando seu pagamento de proventos há 15 anos consecutivos. No entanto, após um 2016 bastante turbulento na bolsa, a empresa conseguiria, mais uma vez, elevar seu pagamento de dividendos?

O colunista do site Motley Fool Dan Caplinger decidiu olhar mais a fundo a empresa para saber o que os investidores podem esperar para 2017. O especialista aponta que, historicamente, a empresa mostrou sua habilidade em distribuir dividendos aos investidores todo ano mesmo em momentos de dificuldade.

Contudo, o dividend yield do papel não se mostra tão interessante, ficando historicamente abaixo de 1%. Recentemente, a ação superou essa barreira principalmente por conta de sua performance mais fraca. Como a empresa nunca foi tão generosa com seus proventos, os recentes problemas que tem enfrentado chamam mais a atenção de seus acionistas. Em 2016, a Nike perdeu quase um quinto de seu valor principalmente por conta de um crescimento mais fraco em suas vendas e margens em queda. No entanto, para os investidores de longo prazo, ainda há mito espaço para cresce, aponta Caplinger.

Mesmo assim, outro desafio aparece no caminho entre a produtora de artigos esportivos e um aumento nos dividendos: o massivo programa de recompra de ações que ela começou em novembro de 2015 com um total de US$ 12 bilhões deixa pouco espaço para distribuir mais dinheiro.

Para o colunista, ao menos um aumento de US$ 0,02 por ação no pagamento de proventos da Nike deve ser feito em 2017 – o que a levaria a um yield de 1,5%, mantendo-a entre as empresas mais mesquinhas do Dow Jones. Contudo, já acostumados com pagamentos fracos, os investidores do papel receberiam com mais entusiasmo uma elevação no valor de suas ações do que dividendos robustos.

 

Dê a sua opinião!

2 0
Foto de perfil de Leonardo Uller
Escrito por
Jornalista econômico vencedor do prêmio Especialistas da revista Negócios da Comunicação no setor Financeiro em 2015. É o editor responsável pelo FinNews. E-mail: leonardo.uller@finnews.com.br

Deixe uma Resposta

Seu e-mail não será publicado.Campos obrigatórios marcados *

Você também pode utilizar estas HTML tags e atributos <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Senha perdida

Please enter your username or email address. You will receive a link to create a new password via email.