Dow Jones 0,061% 22.660 pts
S&P 500 -0,261% 2.545 pts
Nasdaq 1,236% 7.426 pts
Ibovespa -0,284% 85.135 pts
Dólar R$ 3,315
Euro R$ 4,040
Veja Mais

Mineradoras de urânio disparam na bolsa e Trump é o “culpado”; entenda

Mineradoras de urânio disparam na bolsa e Trump é o “culpado”; entenda
(Shutterstock)

Mercado aposta que o político poderá investir mais pesado em energia nuclear no país

SÃO PAULO – As mineradoras de urânio têm se valorizado com força no mercado americano graças às expectativas de que o novo presidente dos EUA Donald Trump investirá mais forte em energia nuclear. O ETF Global X Uranium, que conta com várias mineradoras da commodity, sobe quase 40% desde a eleição no início de novembro do ano passado.

No entanto, mesmo com a forte alta do índice, sua principal empresa, a canadense Cameco (CCO.TO) caiu quase 20% na última quarta-feira (18) após anunciar produção mais fraca em uma mina no Cazaquistão. A empresa ainda anunciou o corte de 100 empregos na unidade.

Contudo, mesmo com o tombo na semana passada, as ações da empresa sobem mais de 15% neste ano, com recuperações na quinta (19) e na sexta (20). O otimismo parece vir unicamente por conta de Donald Trump.

Em uma entrevista à mídia canadense esta semana, o CEO (Chief Executive Officer) da Cameco Tim Gitzel declarou que “ouviu algumas palavras encorajadoras do time de Trump sobre energia nuclear”. “Estamos otimistas que isso ajudará nossa indústria”, completou. Até o momento, no entanto, o presidente dos EUA não fez nenhuma declaração específica sobre o tema.

Mas os investidores seguem confiantes nesse direcionamento de Trump principalmente por conta de comentários que ele fez em 2011, após o acidente nuclear em Fukushima, no Japão:  “Eu sou a favor da energia nuclear, muito a favor. Se um avião cai, as pessoas continuam voando. Se você bate um carro, as pessoas continuam dirigindo”, pontuou na época.

Dê a sua opinião!

3 0
Foto de perfil de Leonardo Uller
Escrito por
Jornalista econômico vencedor do prêmio Especialistas da revista Negócios da Comunicação no setor Financeiro em 2015. É o editor responsável pelo FinNews. E-mail: leonardo.uller@finnews.com.br

Deixe uma Resposta

Seu e-mail não será publicado.Campos obrigatórios marcados *

Você também pode utilizar estas HTML tags e atributos <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Senha perdida

Please enter your username or email address. You will receive a link to create a new password via email.