Dow Jones 0,061% 22.660 pts
S&P 500 -0,261% 2.545 pts
Nasdaq -1,363% 7.527 pts
Ibovespa -0,284% 85.135 pts
Dólar R$ 3,315
Euro R$ 4,040
Veja Mais

Apple está em sua máxima histórica; ainda vale comprar ações?

Apple está em sua máxima histórica; ainda vale comprar ações?
(Shutterstock)

Empresa se valorizou com força após bons resultados trimestrais apresentados no final de janeiro

SÃO PAULO – A Apple (AAPL.OQ) vem apresentando um excelente desempenho nos mercados recentemente, com suas ações subindo 28% nos últimos três meses e atingindo novos recordes históricos, chegando a praticamente US$ 140, aponta o site Motley Fool.

Com a ação subindo tanto recentemente, esse ainda é o momento de comprá-la? Essa é uma boa questão, especialmente quando se considera que Warren Buffett recentemente comprou muitos papéis da companhia tecnológica.

Razões para o otimismo
Reforçados pela alta de 15% desde o final de janeiro quando a empresa apresentou um ótimo resultado trimestral, os investidores se mostraram animados com a performance da gigante de tecnologia. A mais recente rodada de resultados foi importante porque trouxe uma retomada de crescimento na receita da empresa, graças principalmente a um lançamento mais forte do iPhone em setembro, que tiveram mais popularidade entre o público.

As vendas e receitas com o iPhone voltaram a crescer, chegando a uma receita de US$ 54,4 bilhões no segmento. O crescimento nas receitas foi um promissor sinal de que a empresa ainda tem habilidade em vender o smartphone, mas os sinais para o otimismo não param aí. A empresa tem um guidance que espera mais crescimentos nos próximos trimestres.

Não mais uma forte recomendação de compra
Mas a alta na ação acompanhando sua recente performance sólida não significa que essa é uma sólida recomendação de compra como já foi no passado. Na verdade, até Buffett parece estar repensando sobre o quão atrativas são as ações da empresa após essa forte alta recente.

“Quero enfatizar que não compramos (as ações da Apple) neste preço. Quero dizer, paramos de comprar quando os resultados foram divulgados”, declarou o megainvestidor em uma recente entrevista. Mas o Oráculo de Omaha também afirmou que não pensa em vender o papel.

Ao observar o P/L (Preço sobre Lucro) do papel, percebe-se que ele subiu bastante nos últimos tempos, indo de 11 vezes há um ano para praticamente 17 vezes agora. No entanto, o valuation mais caro também não significa que a ação não é mais uma compra. A Apple ainda é negociada a patamares muito mais conservadores do que outras empresas. O P/L médio do S&P 500, por exemplo, é de 26 vezes. Assim, a empresa ainda é uma excelente aposta de longo prazo, só não está mais tão atrativa em relação a quando valia US$ 100 ou US$ 120.

Quer saber como você pode investir no exterior de maneira legal e segura? Clique aqui para participar de aula gratuita sobre o assunto!

Dê a sua opinião!

0 0
Foto de perfil de Leonardo Uller
Escrito por
Jornalista econômico vencedor do prêmio Especialistas da revista Negócios da Comunicação no setor Financeiro em 2015. É o editor responsável pelo FinNews. E-mail: leonardo.uller@finnews.com.br

Deixe uma Resposta

Seu e-mail não será publicado.Campos obrigatórios marcados *

Você também pode utilizar estas HTML tags e atributos <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Senha perdida

Please enter your username or email address. You will receive a link to create a new password via email.