Dow Jones 0,061% 22.660 pts
S&P 500 -0,261% 2.545 pts
Nasdaq 0,027% 7.424 pts
Ibovespa -0,284% 85.135 pts
Dólar R$ 3,315
Euro R$ 4,040
Veja Mais

Após denúncias, Putin detona democratas; “aprendam a perder graciosamente”

Após denúncias, Putin detona democratas; “aprendam a perder graciosamente”
(Shutterstock)

O Partido Democrata acusou a administração russa de interferir no pleito dos EUA de modo a favorecer Donald Trump

SÃO PAULO – O presidente russo Vladimir Putin adotou tom ácido contra o Partido Democrata dos EUA, relata o site americano Business Insider. Ele declarou que os democratas estão sendo maus perdedores ao atribuírem, em parte, a culpa da derrota de Hillary Clinton na eleição em novembro a hackers que estariam agindo seguindo ordens do Kremlin.

“Eles estão perdendo em todos os fronts e procurando por bodes expiatórios para depositar a culpa”, declarou Putin. “Eu penso que isso é uma afronta à própria dignidade deles. É importante saber perder graciosamente”, adicionou.

O comandante russo ainda sugeriu que a perda de Clinton aconteceu como resultado de um “abismo entre a visão da elite sobre aquilo que é bom e mau” e “as grandes massas populares”. Recentemente, Hillary Clinton apontou que uma das principais razões pelas quais ela perdeu para Donald Trump foi por conta dos ataques cibernéticos russos os quais ela alegou que “minam a democracia”.

Os comentários do presidente da Rússia foram feitos em uma coletiva de imprensa de fim de ano. No encontro, uma repórter perguntou a resposta de Putin à declaração de Barack Obama de que Ronald Reagan provavelmente se reviraria no túmulo se visse como muitos republicanos o aprovam. O líder russo ainda adicionou que acredita que Reagan ficaria feliz de ver pessoas de seu partido vencendo em “todo os lugares” e alertou para os democratas não usarem os nomes dos estadistas dos EUA em vão.

“Os grandes democratas da história americana provavelmente estão se revirando nos túmulos. Roosevelt certamente estaria porque ele foi um excepcional estadista na história dos EUA e do mundo, que soube como unir a nação durante os piores anos da Grande Depressão, no fim dos anos 1930 e durante a Segunda Guerra Mundial”, pontuou. “A atual administração, no entanto, está claramente dividindo o país”, finalizou.

Dê a sua opinião!

1 0
Foto de perfil de Leonardo Uller
Escrito por
Jornalista econômico vencedor do prêmio Especialistas da revista Negócios da Comunicação no setor Financeiro em 2015. É o editor responsável pelo FinNews. E-mail: leonardo.uller@finnews.com.br

Deixe uma Resposta

Seu e-mail não será publicado.Campos obrigatórios marcados *

Você também pode utilizar estas HTML tags e atributos <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Senha perdida

Please enter your username or email address. You will receive a link to create a new password via email.