Dow Jones 0,061% 22.660 pts
S&P 500 -0,261% 2.545 pts
Nasdaq -1,120% 7.713 pts
Ibovespa -0,284% 85.135 pts
Dólar R$ 3,315
Euro R$ 4,040
Veja Mais

Após ataque cibernético, Microsoft não poupa críticas ao governo americano

Após ataque cibernético, Microsoft não poupa críticas ao governo americano
(Shutterstock)

Empresa de tecnologia afirma que o governo dos EUA não lida corretamente com a questão de armas digitais

SÃO PAULO – A Microsoft (MSFT.OQ) não poupou críticas ao governo americano após um massivo ataque de vírus mundial na última sexta-feira (12). O ataque aconteceu por conta do lançamento de um malware que usou um software desenvolvido pela agência americana de inteligência, a NSA.

Quer aprender a investir no exterior? Confira estes dois módulos grátis e faça seus investimentos

A direção da companhia divulgou um forte comunicado, em que declara que “este ataque traz mais um exemplo sobre porque o armazenamento de vulnerabilidades pelos governos é um problema tão grande (…) repetidamente, recursos em mãos de governos vazaram para o domínio público e causaram danos generalizados”.

A NSA, como outras agências de espionagem, trabalha secretamente no desenvolvimento de vírus que desenvolvedores não conhecem de modo a deixá-los invadir computadores alvos, mas críticos afirmam que o armazenamento de vulnerabilidades faz os usuários comuns ficarem menos seguros, uma vez que esses vírus podem vazar e cair nas mãos erradas.

E isso é exatamente o que aconteceu na semana passada, com o software de chantagem WannaCry, que criptografa os dados da vítima e exige um pagamento em bitcoin para liberá-los. Organizações em mais de cem países foram afetadas pelo ataque e levaram a vários distúrbios, incluindo no Brasil.

“Um cenário equivalente com armas convencionais seria o exército americano ter alguns de seus mísseis Tomahawk roubados”, escreve a companhia, que critica a maneira como o governo americano vem lidando com a questão. “É preciso ter uma abordagem diferente no ciberespaço, com as mesmas regras que se aplicam em relação a armas no mundo físico. Precisamos de governos que considerem o dano a civis que acompanham o uso dessas vulnerabilidades”.

Dê a sua opinião!

1 0
Foto de perfil de Leonardo Uller
Escrito por
Jornalista econômico vencedor do prêmio Especialistas da revista Negócios da Comunicação no setor Financeiro em 2015. É o editor responsável pelo FinNews. E-mail: leonardo.uller@finnews.com.br

Deixe uma Resposta

Seu e-mail não será publicado.Campos obrigatórios marcados *

Você também pode utilizar estas HTML tags e atributos <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Senha perdida

Please enter your username or email address. You will receive a link to create a new password via email.