Dow Jones 0,061% 22.660 pts
S&P 500 -0,261% 2.545 pts
Nasdaq -0,046% 7.826 pts
Ibovespa -0,284% 85.135 pts
Dólar R$ 3,315
Euro R$ 4,040
Veja Mais

Analista não vê potencial de valorização para o Snapchat após IPO

Analista não vê potencial de valorização para o Snapchat após IPO
(Shutterstock)

Apresentação da empresa em Londres não foi o suficiente para convencer totalmente os investidores locais

SÃO PAULO – A Snap Inc. levou sua turnê pré-IPO (Initial Public Offering) na última segunda-feira (20) para Londres, de olho em persuadir potenciais investidores britânicos para comprarem suas ações. No entanto, a reação dos analistas não foi de muita empolgação, com uma estimativa “neutra” para o potencial do papel de se valorizar acima do preço inicial de US$ 14 a US$ 16.

O analista da Atlantic Equities James Cordwell não participou da apresentação, mas falou com clientes que estiveram lá. Em um relatório, ele estimou um preço-alvo de US$ 14 para os papéis da empresa no final deste ano, implicando um valor de mercado de US$ 19,5 bilhões.

Ele aponta que, enquanto o Snapchat tem um serviço voltado para celulares “impressionante” e que conseguiu se tornar muito popular entre as pessoas mais jovens. No entanto, o aplicativo encontra dificuldade para se expandir além desta base demográfica. E, além de tudo, a competição com o Facebook (FB.OQ) vem se intensificando, com o concorrente adicionando ferramentas iguais às do Snapchat em suas redes sociais.

“Com a expansão além da audiência principal sendo desafiadora, persistentes preocupações em relação ao engajamento e margens estruturalmente mais baixas que seus pares, não vemos um upside para o patamar do IPO de US$ 14 a US$ 16”, escreve o analista.

Projeções de receitas
A Snap gerou US$ 404,5 milhões em receita em 2016. A projeção do analista é que esse número suba para US$ 1,13 bilhão neste ano, US$ 2,16 bilhões em 2018 e US$ 3,03 bilhões em 2019. A receita por usuário média do Snapchat é de menos de 15% daquilo gerado pelo Facebook, o que mostra uma boa oportunidade de crescimento no curto prazo.

Cordwell acredita que a Snap conseguira apenas 55% do atual nível de monetização de seu concorrente em 2020, uma vez que ela conta com uma menor quantidade de dados, e, potencialmente, menos anunciantes.

Margens menores
As margens da companhia são menores do que a de seus concorrentes. Isso acontece por conta de seus custos com seu sistema, pesquisas e desenvolvimento, e suas receitas divididas com publicadores. Tudo isso dificulta muito o caminho para a empresa gerar lucro. Para conseguir a lucratividade, a empresa precisa ganhar mais alavancagem em seus gastos e melhorar sua eficiência de vendas.

A Snap tem se projetado aos investidores como uma “companhia de câmeras”, o que implicaria que não quer ficar totalmente dependente em anúncios no futuro. Até agora, o único produto hardware dela são os óculos com câmeras Spectacles, que foram lançados ano passado e estão disponíveis apenas nos EUA.

Para o analista, dispositivos físicos da empresa não serão drivers de alta no curto prazo, mas podem ajudar no futuro. A agência de notícias Reuters pontua que enquanto alguns investidores em Londres se mostraram impressionados com a apresentação, outros ficaram  desapontados com a falta de projeções para o futuro da empresa.

Quer saber como você pode investir no exterior de maneira legal e segura? Clique aqui para participar de aula gratuita sobre o assunto!

Dê a sua opinião!

1 0
Foto de perfil de Leonardo Uller
Escrito por
Jornalista econômico vencedor do prêmio Especialistas da revista Negócios da Comunicação no setor Financeiro em 2015. É o editor responsável pelo FinNews. E-mail: leonardo.uller@finnews.com.br

Deixe uma Resposta

Seu e-mail não será publicado.Campos obrigatórios marcados *

Você também pode utilizar estas HTML tags e atributos <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Senha perdida

Please enter your username or email address. You will receive a link to create a new password via email.