Dow Jones 0,061% 22.660 pts
S&P 500 -0,261% 2.545 pts
Nasdaq -1,120% 7.713 pts
Ibovespa -0,284% 85.135 pts
Dólar R$ 3,315
Euro R$ 4,040
Veja Mais

3 pedras no caminho que podem atrapalhar saída do Reino Unido da UE

3 pedras no caminho que podem atrapalhar saída do Reino Unido da UE
(Arena News)

País quer sair logo do bloco europeu, mas talvez sua missão seja mais difícil do que o planejado inicialmente

SÃO PAULO – O Reino Unido está se aproximando do momento de começar o processo de saída da União Europeia, conhecido como Brexit. Contudo, a administração atual deve encarar pelo menos três grandes dificuldades nos próximos tempos para sair do bloco de Bruxelas, aponta o site americano MarketWatch.

Clique aqui para participar de aula gratuita sobre como investir no exterior de maneira legal e segura!

1 – Trabalhando contra o relógio
Não existe um prazo para o Reino Unido sair do grupo, mas o tempo parece trabalhar contra a o país para ele sair no prazo que foi estabelecido como meta de dois anos. O país não estará no controle da agenda de negociação e nem na ordem em que cada questão será discutida. Assim, o prazo acaba sendo muito curto para conseguir sair e negociar um acordo de livre comércio com o bloco europeu. Um acordo de transição pode ser posto em prática, mas ele também demandaria negociações e reduziria a urgência de resolver a questão em dois anos.

2 – A conta de saída
Definir os termos financeiros da saída será um grande desafio para Londres. Líderes europeus disseram que a conta pode ficar na casa de US$ 64 bilhões, em parte para cobrir futuros gastos com compromissos da União Europeia assumidos antes da nação decidir sair do bloco no ano passado. No entanto, esse montante certamente vai ser questionado pelos britânicos, mesmo que alguns enxerguem isso como uma concessão necessária.

3 – Escócia
A população escocesa está se sentindo rejeitada com a saída do bloco, uma vez que um dos principais argumentos para que a Escócia permanecesse no Reino Unido em recente referendo havia sido justamente o de continuar a usufruir os benefícios de estar na União Europeia. Com isso, a primeira-ministra escocesa declarou nesta semana que pedirá ao parlamento local permissão para mais um referendo sobre o assunto. A falta de união dentro de seu próprio país pode tirar ainda mais o poder de barganha da primeira-ministra britânica Theresa May para lidar com o Brexit.

Quer saber como você pode investir no exterior de maneira legal e segura? Clique aqui para participar de aula gratuita sobre o assunto!

Dê a sua opinião!

1 0
Foto de perfil de Leonardo Uller
Escrito por
Jornalista econômico vencedor do prêmio Especialistas da revista Negócios da Comunicação no setor Financeiro em 2015. É o editor responsável pelo FinNews. E-mail: leonardo.uller@finnews.com.br

Deixe uma Resposta

Seu e-mail não será publicado.Campos obrigatórios marcados *

Você também pode utilizar estas HTML tags e atributos <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Senha perdida

Please enter your username or email address. You will receive a link to create a new password via email.