Dow Jones 0,061% 22.660 pts
S&P 500 -0,261% 2.545 pts
Nasdaq 0,027% 7.424 pts
Ibovespa -0,284% 85.135 pts
Dólar R$ 3,315
Euro R$ 4,040
Veja Mais

3 motivos pelos quais a Philip Morris pode ser um excelente investimento

3 motivos pelos quais a Philip Morris pode ser um excelente investimento
(Shutterstock)

A empresa pode ter um retorno mais robusto em 2017, acredita colunista americano

SÃO PAULO – 2016 foi um ano bom para as ações da Philip Morris International (PM.N). Os papéis da empresa trouxeram um retorno total de praticamente 9%, no entanto eles ficaram abaixo do S&P 500 no mesmo período. Além disso, a companhia passou por vários desafios macroeconômicos e regulatórios no período que deixaram alguns investidores nervosos. No entanto, para o colunista do site Motley Fool Dan Caplinger, os investidores têm bons motivos para confiar no desempenho das ações da empresa no futuro e cita três fatores que justificam isso.

1 – O dólar pode não subir tanto assim
Como uma multinacional americana que tem boa parte de suas receitas no exterior, a empresa tem uma posição particularmente sensível sobre altas no dólar em relação a outras moedas. No final de 2016, a moeda americana se fortaleceu e muita gente enxerga mais altas no futuro, principalmente por conta de elevações nos juros do país. No entanto, o colunista afirma que a Europa e o Japão podem mexer em seus juros para não que suas moedas não se valorizem muito. Com isso, mesmo uma performance estável do dólar pode ser positiva para a Philip Morris.

2 – Produtos com menos riscos podem ficar mais fortes
A empresa é uma das que mais tem investido em produtos com menos riscos. Inclusive, o CEO (Chief Executive Officer) da empresa disse que vê, no futuro, um mundo onde os tradicionais cigarros desaparecerão e serão substituídos por produtos que retêm as experiências positivas que os fumantes associam com cigarro enquanto reduzem os danos potenciais. E é nesse tipo de caminho que a Philip Morris tem apostado recentemente.

3 – Fusões e aquisições
Existem muitas especulações se a empresa tem feito sondagens para ser comprada pela sua antiga controladora Altria Group (MO.N) de modo a formar o antigo conglomerado do tabaco novamente e dando um poder combinado mais forte do que o de seus rivais. É mais que um fato que ambas as empresas querem se unir. As duas tomaram caminhos diferentes, mas, ainda assim, criaram boas parcerias com seus produtos e uma nova união seria muito bem vista pelos investidores.

Dê a sua opinião!

3 0
Foto de perfil de Leonardo Uller
Escrito por
Jornalista econômico vencedor do prêmio Especialistas da revista Negócios da Comunicação no setor Financeiro em 2015. É o editor responsável pelo FinNews. E-mail: leonardo.uller@finnews.com.br

Deixe uma Resposta

Seu e-mail não será publicado.Campos obrigatórios marcados *

Você também pode utilizar estas HTML tags e atributos <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Senha perdida

Please enter your username or email address. You will receive a link to create a new password via email.