Dow Jones 0,061% 22.660 pts
S&P 500 -0,261% 2.545 pts
Nasdaq -0,127% 7.849 pts
Ibovespa -0,284% 85.135 pts
Dólar R$ 3,315
Euro R$ 4,040
Veja Mais

3 ações que Warren Buffett investe para comprar em dezembro

3 ações que Warren Buffett investe para comprar em dezembro
(Facebook)

SÃO PAULO – Warren Buffett é um investidor legendário, conhecido por sua estratégia de focar em companhias de alta qualidade com finanças sólidas, vantagens competitivas e bons retornos aos acionistas investindo em prazos muito longos. No entanto, nem toda ação que a Berkshire Hathaway detém hoje é uma boa compra. Assim, o site americano Motley Fool listou três ações que a empresa do bilionário detém e que podem ser boas compras em dezembro.

U.S. Bancorp
O Wells Fargo pode ser o maior investimento do Oráculo de Omaha no setor bancário, mas o colunista Todd Campbell acredita que o U.S. Bancorp é uma melhor opção nesse momento. Isso acontece pois a instituição financeira é a mais lucrativa em termos de ROE (Return on Equity) nos EUA e ela pode melhorar ainda mais em um cenário de alta de juros no país. Fora isso, o banco ainda apresenta receitas em um patamar saudável, aponta o site.

Verizon
A gigante de telecomunicações é claramente um investimento seguro, graças a sua posição de liderança em seu mercado e seu fluxo de caixa estável, aponta o colunista Evan Niu. A empresa, contudo, não é uma aposta em crescimento. Ao contrário, suas receitas e lucros recuaram no último trimestre. No entanto, quando se pensa em seu forte e confiável fluxo de pagamento de dividendos, ela se torna um investimento para gerar renda bastante interessante. Inclusive, ela conta com um longo histórico de aumento em sua distribuição de proventos como outro destaque positivo.

MasterCard
Como a Verizon, a MasterCard ocupa apenas um pequeno espaço dentro do portfólio da Berkshire Hathaway. Contudo, a colunista Neha Chamaria comenta que a empresa combina uma sólida performance operacional com fortes eventos de crescimento em seu futuro. Nos nove primeiros meses do ano, os volumes da empresa subiram 7% e suas receitas 12% em relação ao mesmo período de 2015 e isso acontece em um cenário onde mais pessoas utilizam pagamentos eletrônicos nos EUA. Fora isso, a empresa ainda pode se beneficiar de um crescimento no mercado indiano, que conta com penetração muito baixa ainda e incentivo do governo para que as pessoas façam mais transações com cartão.

Dê a sua opinião!

1 0
Foto de perfil de Leonardo Uller
Escrito por
Jornalista econômico vencedor do prêmio Especialistas da revista Negócios da Comunicação no setor Financeiro em 2015. É o editor responsável pelo FinNews. E-mail: leonardo.uller@finnews.com.br

Deixe uma Resposta

Seu e-mail não será publicado.Campos obrigatórios marcados *

Você também pode utilizar estas HTML tags e atributos <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Senha perdida

Please enter your username or email address. You will receive a link to create a new password via email.