Dow Jones 0,061% 22.660 pts
S&P 500 -0,261% 2.545 pts
Nasdaq -1,120% 7.713 pts
Ibovespa -0,284% 85.135 pts
Dólar R$ 3,315
Euro R$ 4,040
Veja Mais

3 ações para manter na carteira em 2017 e lucrar no longo prazo

3 ações para manter na carteira em 2017 e lucrar no longo prazo
(Wikimedia Commons)

Para colunista, a estratégia do “buy and hold” é a melhor forma de conseguir lucrar no longo prazo

SÃO PAULO – Muitas vezes, a melhor decisão que uma pessoa pode fazer em relação a seu portfólio de ações é simplesmente não fazer nada. O próprio Warren Buffett é um forte defensor da estratégia do “buy and hold”, ou seja, comprar ações e mantê-las na carteira por muito tempo de modo a lucrar com a valorização no longo prazo. Assim, o colunista do site Motley Fool Daniel Sparks lista três ações que ele tem em sua carteira no momento e não pretende vender em 2017.

Tesla
Para o colunista, é a ação mais arriscada dessa seleção, mas, mesmo assim, vender o papel antes do lançamento de seu carro Model 3 pode ser um erro. O sedã é, na opinião de Sparks, a realização do plano principal da companhia lançada há dez anos: vender um carro elétrico a um preço acessível. Mesmo a ação da Tesla se encontrando, atualmente, em um patamar que já precifica um forte crescimento, para o colunista, o Model 3 pode representar um ponto de virada no consumo de carros elétricos.

Facebook
As ações da rede social passaram por alguns problemas recentemente, principalmente no início de novembro do ano passado, após a divulgação dos resultados trimestrais da companhia e a declaração da direção da empresa de que serão feitos fortes investimentos em 2017. Desde 2014, no entanto, quando o Facebook também avisou que abrira o caixa para investimentos, seu papel já subiu mais de 50%.

Para o colunista, a maior rede social do mundo ganhou sua confiança principalmente após a aquisição do Instagram por US$ 1 bilhão, aumentando ainda mais seu domínio no mercado e mostrando uma forte visão de longo prazo. Além disso, a empresa gerou US$ 2,5 bilhões em fluxo de caixa no último trimestre, ou seja, há bastante dinheiro para gastar com boas estratégias.

Apple
A empresa passou por problemas recentemente, com queda tanto na sua receita, quanto em seu EPS (Lucro por Ação, na sigla em inglês). No entanto, para Sparks, a ação está em um patamar barato, com uma relação de P/L (preço sobre lucro) em 14 vezes. Além disso, o robusto ecossistema de produtos da empresa já se provou como sendo uma boa plataforma para manter a lealdade dos usuários e a precificação.

No entanto, o próprio colunista explica que o principal motivo pelos quais pretende manter esses três papéis em 2017 é evitar cair nas armadilhas de tentar acertar o tempo exato do mercado. Para ele, a melhor maneira de investir é simplesmente comprar companhias sólidas com perspectivas de longo prazo e manter no longo prazo.

Dê a sua opinião!

3 0
Foto de perfil de Leonardo Uller
Escrito por
Jornalista econômico vencedor do prêmio Especialistas da revista Negócios da Comunicação no setor Financeiro em 2015. É o editor responsável pelo FinNews. E-mail: leonardo.uller@finnews.com.br

Deixe uma Resposta

Seu e-mail não será publicado.Campos obrigatórios marcados *

Você também pode utilizar estas HTML tags e atributos <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Senha perdida

Please enter your username or email address. You will receive a link to create a new password via email.